Emergências oftalmológicas

       Quem nunca recebeu um paciente na sua emergência com dor ocular, olho vermelho, perda de acuidade visual ou diplopia e pensou consigo mesmo: “Ihh, isso é coisa pra oftalmo resolver…”. Pois bem, apesar de ser uma estrutura relativamente pequena do corpo humano, o olho pode ser motivo de inúmeras consultas na emergência….

SULFATO DE MAGNÉSIO: AME-O OU DEIXE-O

O sulfato de magnésio, nosso velho conhecido, tem variadas indicações e funções em seu currículo; mas são poucos estudos que realmente comprovam seu real benefício. Aqui fazemos uma revisão das principais indicações e as evidencias disponíveis até agora.

COAGULOPATIA INDUZIDA PELO TRAUMA (CIT)

Hemorragia continua sendo uma das principais causas de morte em vítimas de trauma e o manejo do choque hemorrágico tem mudado nas últimas décadas, assim como o entendimento e manejo de uma das suas principais e letais consequências: a coagulopatia induzida pelo trauma.

Reações Cutâneas Graves

Então quer dizer que pode haver atendimentos dermatológicos numa sala vermelha?! Não é só prescrever uma pomadinha de corticoide com antimicrobiano e mandar embora? Pois então, definitivamente não. A necessidade de reconhecimento de lesões cutâneas em paciente críticos é indiscutível. Uma série de achados dermatológicos são sinais a olho nu – ou microscópicos – de…

Rabdomiólise baseada em evidências

Se a busca nas imagens do Google for por rabdomiólise, não estranhe ou pense que você quis dizer crossfit. A correlação tem sentido: músculo! A doença é uma condição complexa definida pela destruição muscular com liberação do conteúdo intracelular, incluindo mioglobina, creatinofosfoquinase (CPK), lactato desidrogenase e eletrólitos. Mais comum em homens entre 10 e 60…

Ultrassom a beira leito na parada cardiorrespiratória

O 𝙪𝙡𝙩𝙧𝙖𝙨𝙨𝙤𝙢 𝙖 𝙗𝙚𝙞𝙧𝙖 𝙡𝙚𝙞𝙩𝙤 é uma ferramenta diagnóstica e um grande aliado na tomada de condutas na emergência. Desde os primeiros trabalhos publicados na década de 80, diversos protocolos foram criados para o seu uso focado e sistemático.
Apresentamos aqui uma discussão de um dos últimos protocolos focados no ultrassom a beira leito no atendimento de PCR, o 𝙥𝙧𝙤𝙩𝙤𝙘𝙤𝙡𝙤 𝘾𝘼𝙎𝘼.

Não é lugar de mulher.

Não precisa de muito esforço, é só olhar. Nas salas de aula, nas empresas, nas emergências, blocos cirúrgicos, consultórios, por todos os lados, mulheres. Na sala de emergência, perdi as contas de quantas vezes, em torno de um paciente em risco iminente de morte, estávamos nós: emergencistas, enfermeiras, técnicas de enfermagem, cirurgiãs… mulheres. Na Medicina,…

Intoxicação Alcoólica Aguda

Etanol, álcool etílico ou simplesmente álcool. Agora diz aí: você sabe de verdade com o que está lidando? O velho conhecido nas emergências é motivo frequente de atendimentos. Consumido geralmente por recreação – mais ainda agora durante o Carnaval – é também a substância mais ingerida junto a outros fármacos em tentativas de suicídio. O…

Drogas para intubação de sequência rápida na emergência

Qualquer médico que trabalhe em emergência vai se deparar com situações em que uma via aérea definitiva precisa ser estabelecida. Na maioria das vezes, a melhor escolha vai ser a intubação por sequência rápida (ISR). Não basta, porém, saber quando intubar, é preciso, também, conhecer as drogas utilizadas nesse processo e ser capaz de decidir…

A Maturidade da Quetamina

Sobre o que escrever quando pedem a um emergencista para falar sobre uma droga? Pois, então, sim. Sobre ela. A queridinha atualmente dos departamentos de emergência, ainda que temida por muitos: a Quetamina, que atinge hoje em seus quase 60 anos sua maturidade de uso em emergências e ainda muito promete com novas propostas de uso.